Seguidores

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Controle?


Busquei aqui pesquisar sobre os limites da sexualidade, cansado de não encontrar definições plausíveis, raciocinei que o impulso sexual é dado através do instinto, ainda sem definições cabíveis, recorri ao bom e velho dicionário:

instinto
ins.tin.to
sm (lat instinctu) 1 Estímulo ou impulso natural, involuntário, pelo qual homens e animais executam certos atos sem conhecer o fim ou o porquê desses atos. 2 Inspiração. 3 Tendência ingênita dos animais. 4 Aptidão inata. 5 Psicol Resposta adaptativa complexa, não aprendida. 6 Psicol Impulso congênito acompanhado de excitação emocional. sm pl Formas de comportamento dos organismos não adquiridas durante a vida do indivíduo, mas herdadas (hábitos raciais). I. gregário, Zool: tendência inerente de congregar-se ou reagir em uníssono.

Quando me deparei com essa afirmação, lembrei de certa vez que um colega me perguntou como se daria o desejo sexual frente ao sentimento.

Por minha vez, disse que sexo e sentimento andam como um carro que precisa de dois motoristas em sincronia, mas que costumeiramente se estapeiam onde, geralmente o sexo tenta obter o controle - ele é muito tirano - e onde: ou o carro precisa do sentimento no volante pra não sair da linha, ou o sexo toma o controle total e aí, qualquer infração é mera coinscidência.

Será mesmo? Tal qual para razão e emoção?

11 comentários:

  1. acredito que sexo e sentimento não são coisas distintas, é algo ínsito a um e outro

    ResponderExcluir
  2. Pra mim são coisas completamente diferentes, mas que podem se complementar.

    Nunca achei uma metáfora pra mim de sexo e sentimento como a sua ou da Rita Lee (hehe), mas comecei a colocar cada um em seu devido lugar depois de ler uns livros de filosofia e assistir alguns cafés filosóficos. Lembro de um dia ter visto a definição de sexo como um "perder-se no outro", uma definição que não depende do típico roça-roça que estamos acostumados. Associados o sentimento ao sexo pela confiança, e pela sensação de que você está se perdendo no outro cada vez mais, apesar de nunca conseguir de forma plena

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. o velho dilema do sexo sem sentimento...

    e quem disse q tesão não é um sentimento?
    deve ser, né?

    ResponderExcluir
  4. Sexo é um sundae e amor (sentimento) é a cereja que vai em cima.

    Li essa frase nao me lembro onde mas ficou na minha cabeça porque define bem o que é uma coisa e outra.

    ResponderExcluir
  5. quero controle do coração. tem jeito?

    o resto eu consigo administrar. :)

    bração!

    ResponderExcluir
  6. Que perguntas profundas para uma terça à tarde depois de eu ter descascado tantos pepinos.
    REspondo com Jabor e Rita Lee:
    'amor (sentimento) é prosa; sexo é poesia!'
    :-)
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. cada um é apenas um ser humano
    criamos a dualidade para nos acharmos mais complexos
    mas ela não existe
    leva vantagem o "lado" que está mais exacerbado no momemto - e os momentos duram segundos.

    ResponderExcluir
  8. Não confunda minha cabeça...hahahhaha

    abraço.

    ResponderExcluir
  9. "Não confunda minha cabeça"²

    ResponderExcluir
  10. Para mim nao sao reciprocamente excludentes. Pode-se ter relacoes puramente sexuais, puramente amorosas (até mesmo sem sexo), e com sexo e amor (perfeito).

    ResponderExcluir
  11. sexo com sentimento é a perfeição mas ... mas ... mas ... sem sentimento tb é bom e q mal tem? eim?

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir