Seguidores

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Meus Cabelos, Teus Cabelos.


Sempre quando vou a aula na faculdade, acabo reparando nas pessoas.
Percebo que, quanto mais semestres avançam, os 'caras' da sala tem a tendência de perda dos cabelos.
Não falo de uma natural perda dos cabelos, mas uma perda acelerada, pela sobrecarga de stress, trabalho e pressões. Sejam estas últimas pessoais ou de agentes externos.
Situação comum a quem estuda - e trabalha - na área financeira. Uma área em ascensão continua, mas extremamente exigente.
Quando observo isso, penso no tempo que perdi em que poderia já ter me formado, mas também reflito sobre o quanto realmente isso pesa e é importante na vida.
Lembro do que perdi, mas do que ganhei como ser humano e das pessoas que entraram na minha vida nesse período, onde certamente se eu estivesse cegado pelo trabalho e obsessão profissional, certamente elas teriam se perdido na estrada da vida.
E as minhas madeixas - sim, sou reconhecido pelo cabelo volumoso - estão intactas, eu, mais velho que alguns, sou de longe mais cabeludo que eles, com suas entradas maiores que as do estádio do Pacaembu. Alguns deles, acabaram de entrar na segunda década, mas já parecem ter vivido três, ou quatro, devido ao cansaço do rosto.
Longas entradas, longas olheiras, oriundas de dias longos, longos trajetos e pesados fardos pessoais e sociais.
Ainda desfruto de por vezes ser confundido pela idade visual - para baixo - e raramente acontecer o inverso, necessariamente quando conversam comigo. Fato que não se deve a não possuir preocupações, muito pelo contrário, mas porque geralmente me dano (substitua pelo palavrão mais libertador e gostoso que você conhecer) para o que os outros pensam. O que não me impede de ser muito sério quando se precisa, as vezes até demais.
E assim, os cabelos viraram um certo ponto de referência, onde eu quero crescer na carreira mas quero que os cabelos continuem a crescer e não a minguar, como se racionam as alegrias e os doces momentos da vida.



*Feliz dia dos pais a todos. Não posso deixar de felicitar aqueles que merecem - e podem - desfruta desse dia.
** Estou lançando aí na lateral o cd do John Mayer, mas a próxima postagem tratará dele e o porque de informar antes esse lançamento.
*** Evidentemente que não são todos que perdem cabelos apenas por este motivo.

10 comentários:

  1. Ui ... ele é VOLUMOSO? delícia ... kkkk

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  2. Estou na parte administrativa da editora só este mês e é muito louco este mundo.. que bom que você sabe viver nele sem perder o essencial da vida. Eu no seminário tinha o cabelo batido agora ele é grande, volumoso.. isto de fato diz algo, né? Bj

    ResponderExcluir
  3. Olá menino
    Vários fatores interferem para a calvice. No meu caso foi a idade mesmo, pois nunca esquentei a cabeça com nada. Sou completamente calmo, quase um lezado rsrsrs
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. tenho a mesma sorte. eheheh
    cabeludo!
    :)

    ResponderExcluir
  5. olha, que delícia!! Deu até vontade de passar a mao por tras da nuca, agarrar com vontade os cabelos, inclinando a cabeca para trás e para o lado para sussurrar loucuras no ouvido...

    [recomposto] entao, pois é... É isso aí, tentar nao levar estresse para casa e para a cabeca (literalmente). Já me matei da estudar e trabalhar, mas como nao tenho ambicoes de ser milionário, sempre há espaco para uma cerva e bato-papo com os (novos) amigos... ;-)
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. eu estou ficando calvo, fato.

    ResponderExcluir
  7. Reentranças no meu cabelo começam a surgir.

    Mal sinal, muito mal... Mas não tenho medo. Se ficarem muito feias, eu raspo tudo. Fico Linda careca XD.

    Beijos SAM!

    ResponderExcluir
  8. Pelo que percebi é uma característica da sua profissão, cuidado, não se deixe levar pelo estresse, uhuulll! Já sabe o que fazer né, então! Bjo!

    ResponderExcluir
  9. hmm deve ser bom pra puxar

    ops, acho que pensei alto


    bom domingo, guri!

    PS: Sim, ta um frio du k%$#@&*, mas ta bom
    só falta a cia, por que o bom vinho eu ja tenho.

    ResponderExcluir