Seguidores

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Burrice, Religião, Orgulho Hétero e Direitos Gays

Na semana que celebrou-se a Parada LGBT de São Paulo, a maior do mundo em número, foi verificado uma série de impropérios como a votação proposta pelo vereador paulistano Carlos Apolinário (DEM) para a criação do 'dia do Orgulho Hétero'.
A Marcha pra Jesus o invés de pedir paz, virou basicamente palco para radicais repudiarem a decisão histórica do STF que garantiu a união estável homoafetiva, declarando que 'o único supremo é Deus'.
Myriam Rios, deputada, hoje missionária católica da renovação carismática, fez um pronunciamento na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro onde associou homossexualidade a pedofilia com a conhecida comparação que uma babá lésbica supostamente abusaria de suas filhas.
O que mais impressiona nessas afirmações é a falta de conhecimento de causa que em ambas manifestações os interlocutores possuem sobre o que falam, e isso se trata do que? Burrice.
Justamente por todos estes pertencerem as esferas religiosas, não deveriam pautar seus discursos pela defesa da solidariedade, do amor e de auxílio aos mais vulneráveis?
Atualmente, as bandeiras sociais das igrejas foram postas de lado, como as saudosas Comunidades Eclesiais de Base, que haviam na Igreja Católica em décadas passadas e apenas se pautam essas questões de moral onde religiosos querem impor a todos o seu entendimento de vida sem levar em consideração aqueles que não pensam como eles. E qual o nome disso? Intolerância.
A participação de deputados de denominações, principalmente as pentecostais, na política onde se alimentam desses discursos basicamente para agregar fiéis, já que por parte dos ignorantes - no sentido estrito da palavra - esse 'radicalismo' é associado a rigidez, prestam um enorme desserviço a sociedade.
Para um país imenso e populoso como o nosso, com uma educação precária, onde cerca de 5% apenas da população está no ensino universitário e o ensino fudamental e médio forma cidadãos semi-analfabetos, o uso da fé por esses religiosos precisa ser revista urgentemente ou continuaremos vendo igrejas de falsa fé, se utilizando das massas apenas para seus interesses.
Como ouvi dia desses: Tomara que Jesus volte mesmo e acabe com essa palhaçada toda!

3 comentários:

  1. excelente análise, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. tem um outro deputado federal querendo o dia do orgulho hétero nacional...

    Como diz o velho ditado: os cães ladram e a caravana passa.

    ResponderExcluir
  3. Eu vejo mais como oportunismo do que burrice. Algo me diz que essas mentes malignas sabem o que fazem...

    ResponderExcluir